A mediação imobiliária e o RGPD - Magazine Imobiliário

11 de Outubro de 2018

 

A entrada em vigor do Regulamento Geral de Protecção de Dados ('RGPD') no passado dia 25 de maio, teve e continua o ter um impacto transversal nas empresas dos mais diversos sectores de actividade, no que diz respeito à protecção, tratamento e livre circulação de dados pessoais.

Apesar de já existir em Portugal, desde dota anterior a 1998, um regime jurídico aplicável a esta matéria, a implementação do RGPD tem suscitado diversos dúvidas e apreensões. no sector imobiliário, uma dos áreas em que se levantaram questões foi a área da mediação imobiliária. Isto porque, através do contrato de mediação imobiliária, o mediador compromete-se, perante a parte que solicita os seus serviços, a estabelecer uma relação de negociação entre o proprietário do imóvel e potencioís compradores/arrendatários, com visto à celebração do negócio jurídico pretendido (contrato de compra e venda / contrato de arrendamento).

 

Continuar a ler o artigo de opinião de Sónia Queiróz Vaz na Magazine Imobiliário


[Nota: O direccionamento pelo nosso site para sites de terceiros é feito na estrita medida de mera indicação, não se responzabilizando a Cuatrecasas pelos respectivos conteúdos.]

Partilhar: 
Notícias relacionadas