Covid-19. Governo vai garantir baixa médica a quem fique de quarentena - Diário de Notícias e Dinheiro Vivo

2 de Março de 2020

Ministro da Economia revelou que trabalhadores do setor privado impedidos de trabalhar, mesmo que não doentes, terão acesso ao subsídio de doença.

Os trabalhadores aos quais seja recomendada quarentena por riscos de infeção com o novo coronavírus Covid-19 vão ter acesso ao subsídio de doença pago pela Segurança Social, com a equiparação destes casos a baixa por internamento.

"O governo vai adotar um despacho que vai fazer equiparar as situações de confinamento determinado pelas autoridades de saúde a uma situação de baixa médica por internamento, o que o significa que os trabalhadores que forem assim afetados terão direito ao subsídio da Segurança Social", revelou esta segunda-feira Pedro Siza Vieira, o Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, após uma reunião com as confederações patronais para discutir possíveis impactos da epidemia.

A percentagem de cobertura da remuneração com este subsídio, e o meio de aceder a ele serão esclarecidos ainda com uma portaria a publicar pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. Mas esclareceu que a baixa será paga a partir do primeiro dia de quarentena, tal como nas situações de internamento.

 

Continuar a ler a notícia no site do Diário de Notícias ou no site do Dinheiro Vivo.

[Nota: O direccionamento pelo nosso site para sites de terceiros é feito na estrita medida de mera indicação, não se responzabilizando a Cuatrecasas, Gonçalves Pereira pelos respectivos conteúdos.]

Partilhar: 
Notícias relacionadas