Faleceu André Gonçalves Pereira, vice-presidente e sócio honorário da Cuatrecasas

10 de Setembro de 2019

Advogado-chave na história da firma, faleceu ao início da noite de ontem, aos 83 anos.
Advogado-chave na história da firma, faleceu ao início da noite de ontem, aos 83 anos.

André Gonçalves Pereira, vice-presidente, sócio honorário e figura-chave da história da Cuatrecasas faleceu ao início da noite de ontem, aos 83 anos.

Para Rafael Fontana, presidente da Cuatrecasas, André Gonçalves Pereira “foi um advogado extraordinário, inteligente e brilhante, que soube grangear um enorme prestígio que ultrapassou largamente as fronteiras de Portugal. Foi um homem incontornável da advocacia, mas também da vida académica, política e cultural de Portugal. Rafael Fontana destaca que “além disso, foi uma pessoa-chave no processo de integração da Cuatrecasas com a Gonçalves Pereira, o qual culminou com a primeira e mais importante fusão de escritórios da advocacia ibérica, criando o que somos hoje: uma das sociedades de advogados mais relevantes da Península Ibérica e América Latina e a mais inovadora da Europa”.

Maria João Ricou, managing partner da Cuatrecasas em Portugal, e que, no início da carreira, teve o Professor Doutor André Gonçalves Pereira como seu patrono, assinala: “Deixou-nos um académico notável, um advogado que marcou gerações, uma pessoa extraordinária, que sempre tomaremos como inspiração a nível profissional e humano, e que sempre recordaremos com profunda admiração, gratidão e saudade”. 

Nascido em Lisboa a 26 de Julho de 1936, André Roberto Delaunay Gonçalves Pereira tornou-se advogado em 1959 e doutorou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, com apenas 25 anos. 

Foi profesor catedrático de Direito Internacional Público, ministro dos Negócios Estrangeiros (1981-1982), membro do Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian e representante da República Portuguesa nas Nações Unidas, Fundo Monetário Internacional, OCDE e Unesco, entre outros organismos. Foi também professor convidado na Universidade de Columbia (Estados Unidos) e nas universidades de Paris, Madrid e Rio de Janeiro.

Ao longo da sua carreira, foi nomeado Grande-Oficial da Ordem Militar de Nosso Senhor Jesus Cristo de Portugal (1983) e Grande Oficial da Legião de Honra de França (1982) e foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique de Portugal (2006), a Grã-Cruz da Ordem de Mérito de Itália (1981), a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul do Brasil (1982) e a Grã-Cruz da Ordem de Leopoldo II da Bélgica (1981). 

Saudamos a sua vida e o seu legado.

Ver imagens
Partilhar: 
Notícias relacionadas