Terramotos e furacões na actividade seguradora - O Jornal Económico

3 de Outubro de 2017

Ainda os agentes se estão a recompor do abalo sofrido com as novas regras de Solvência II e já se vislumbram novas alterações relevantes ao nível da distribuição de seguros.

Vivemos nos últimos tempos no epicentro de profundas alterações dos ordenamentos jurídicos que governam a actividade das entidades reguladas do sector financeiro, com particular destaque para as instituições de crédito, sociedades financeiras e seguradores, mas também para as entidades que se dedicam à prestação de serviços e actividades de investimento e à mediação de seguros.

No que respeita à actividade seguradora, ainda os agentes se estão a recompor do abalo sofrido com as novas regras de Solvência II e já se vislumbram novas alterações relevantes ao nível da distribuição de seguros.

Com efeito, em 23 de Fevereiro de 2016, entrou em vigor a Directiva (UE) 2016/97 do Parlamento Europeu e do Conselho de 20 de Janeiro de 2016 sobre distribuição de seguros (DDS), cujo prazo de transposição para o Direito interno dos Estados Membros da UE terminará em 23 de Fevereiro de 2018.



Continuar a ler o artigo de opinião de Ana Sofia Silva no site do Jornal Económico.


[Nota: O direccionamento pelo nosso site para sites de terceiros é feito na estrita medida de mera indicação, não se responzabilizando a Cuatrecasas pelos respectivos conteúdos.]

Partilhar: 
Notícias relacionadas