Paulo de Sá e Cunha é o novo director da Cuatrecasas no Porto

30 de Maio de 2019

  • Novo director é penalista de renome com mais de 30 anos de carreira
  • Equipa da Cuatrecasas no Porto soma vinte advogados
  • Escritório do Porto cresceu 21% em facturação em 2018 

A partir de 3 de Junho, Paulo de Sá e Cunha assume a direcção do escritório da Cuatrecasas no Porto, que conta com uma equipa formada por vinte advogados (dos quais um sócio, quinze associados e quatro estagiários) e sete colaboradores em áreas de suporte, a qual tem estado envolvida na assessoria a muitas das empresas, operações e litígios mais relevantes do mercado.

Maria João Ricou, managing partner da Cuatrecasas em Portugal comenta: “o Paulo de Sá e Cunha tem vindo a estar cada vez mais envolvido na actividade do escritório do Porto, em acumulação com a coordenação da área de Direito Penal e das Contra-Ordenações em Portugal. O seu nome é uma escolha natural nesta fase. O escritório do Porto tem tido uma trajectória de crescimento assinalável, na ordem dos 21% em 2018 e portanto acima dos 12% a que cresceu a sociedade globalmente, e pretendemos continuar a apostar e investir no seu crescimento e consolidação.”

Paulo de Sá e Cunha refere que “é com muito entusiasmo que estreito a proximidade com a excelente equipa do Porto. É um escritório que goza de sólida reputação, assente no reconhecimento de 30 anos de prática em todas as áreas da advocacia, assistindo uma clientela diversificada dos sectores privado e público. Esta realidade permite encarar com grande optimismo o desenvolvimento de novas áreas de negócio, tendo sempre por objectivo a criação de valor para os nossos clientes.”

Paulo de Sá e Cunha tem mais de 30 anos de carreira e é desde 2008 sócio da sociedade de advogados ibérica Cuatrecasas, Gonçalves Pereira, na qual coordena a área de Penal e das Contra-Ordenações. Foi o fundador do Fórum Penal – Associação dos Advogados Penalistas, organização que presidiu entre 2012 e 2014, e associado fundador de organizações como a Associação Portuguesa de Direito Intelectual, Gestautor - Associação de Gestão Colectiva do Direito de Autor, ACEGE - Associação Cristã de Empresários e Gestores e do OSCOT - Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo. Foi director do departamento jurídico do SUCH - Serviço de Utilização Comum dos Hospitais (1998-2002) e chefe de gabinete do secretário de Estado da Administração da Saúde (1989-1990). É formador, docente convidado e orador em diversos cursos, congressos, conferências e seminários da especialidade em Direito Penal e das Contra-ordenações. É reconhecido internacionalmente por alguns dos principais directórios de advocacia, designadamente Chambers and Partners e Legal 500. Em 2016, foi distinguido como “most highly regarded individual” em Business Crime Defense no directório Who's Who Legal - Thought Leaders e, em 2019, foi destacado como “lawyer of the year” em Criminal Defense, pela Best Lawyers.

Partilhar: 
Notícias relacionadas